Acessibilidade: +100%-

Bens Patrimoniais

Placa Data de aquisição Situação Tipo de natureza Tipo de aquisição Valor da aquisição
1155607 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155606 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155605 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155604 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155603 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155602 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155601 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155600 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155599 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1155598 17/04/2020 Ativo 52420000 - MOBILIÁRIO EM GERAL. Aquisição R$ 517,6400
1 2.285 2.286 2.287 2.288

Última modificação em 01/12/2020 às 10:27

 

 

 

Quais as classificações dos bens permanentes?

Geralmente, umas das primeiras avaliações feitas sobre esses bens é quanto à sua existência física. Seguindo esse critério, é possível separá-lo em dois grupos: tangíveis e intangíveis.

Ativos tangíveis: São aqueles que possuem existência física, ou seja, podem ser vistos e tocados. Alguns exemplos são máquinas e equipamentos, móveis e utensílios, terreno, instalações, etc.

Ativos intangíveis: São aqueles que não possuem existência física, tais como softwares, marcas comerciais, direitos autorais, etc.

Outra diferença é que os ativos tangíveis sofrem depreciação, que é reconhecimento contábil da perda de valor do bem em função do uso. Já os intangíveis sofrem amortização.

Vale lembrar que alguns bens não sofrem nem depreciação nem amortização. Terreno, por exemplo, é um tipo de tangível que não costuma perder valor com o passar do tempo, por isso, não há o que se falar em depreciação.